O coração de uma criança é sempre tão inocente e puro. Ele começa sem cor e sem manchas e então lentamente vai sendo preenchido conforme o indivíduo cresce. É por isso que a infância é uma fase crucial na vida de uma pessoa. É nesse período que as cores começam a se encher; cada situação e experiência fornecem um tom diferente. Alguns corações ficam felizes e coloridos, enquanto outros ficam pesados e contaminados. Este último é o caso de muitas crianças com pais ricos. Parece que quanto mais dinheiro e riqueza uma família tem, mais negligenciadas as crianças são.


“Uma pessoa muito rica deve deixar seus filhos o suficiente para fazer qualquer coisa, mas não o suficiente para não fazer nada.” - Warren Buffett


Tudo começa com negligência e palavras duras aqui e ali. É claro que esses padrões não se limitam a pessoas ricas, mas estudos apontam um aumento significativo especificamente quando as crianças crescem ricas. Então, quais são as razões e consequências? E o que podemos fazer?

Razões:
As emoções negativas são o que acendem o fogo. Negligência e palavras ásperas são, então, combustíveis que aumentam esse fogo. Os pais estão ausentes, o que leva os filhos a fazerem tudo o que gostam, ou são muito duros em compará-los com o que é melhor e esperar os melhores resultados. Estudos feitos pela Arizona State University comprovam que os filhos dos ricos estão se tornando mais “problemáticos, imprudentes e autodestrutivos”. Essa negligência ou aspereza deve ser revelada de uma forma ou de outra. O Daily Mail lança luz sobre como “os indivíduos que não são capazes de igualar as realizações de seus ancestrais” são mais propensos a seguir por caminhos sombrios. E essas estradas sombrias definitivamente carregam perigos que sempre passam despercebidos pelos inocentes.

Consequências:
uma. Consequências mentais
O Dr. Carl Jung previu como a riqueza poderia ser uma maldição e enfrentou o atraso na maturidade. Crianças ricas vivem em um 'casulo de riqueza' que as protege do que a vida pode jogar sobre elas. Crianças ricas geralmente não precisam trabalhar para garantir estabilidade e segurança. Isso os impede de experimentar situações fora do que estão acostumados. Pesquisas feitas pelo Centro Nacional de Informações sobre Biotecnologia exploram o que a maioria das crianças ricas luta. A falta de motivação é uma área importante. Eles explicam que as crianças ricas têm muito do que já querem ou podem pedir. Isso deixa pouco espaço para realmente trabalhar para alguma coisa. Assim, eles ficam entediados e perdem a motivação para serem ativos.

As consequências não se limitam a elas. Depressão e ansiedade são fáceis de penetrar na psique das crianças. A saúde mental é sempre afetada e é fundamental estar atento.

b. Consequências Comportamentais
A CNN Health compartilhou um artigo sobre o futuro dessas crianças ricas. Muitos enfrentam problemas que têm a ver com vícios, direção imprudente sob o efeito de drogas e até crimes. O 'casulo de riqueza' mencionado anteriormente também é uma proteção das consequências. Um adolescente, tendo enfrentado o tribunal por dirigir embriagado e matar inocentes, teve advogados que o defenderam usando o termo “afluenza” em seu julgamento, compartilhado pela ABC News. Essas más ações tornam-se um padrão comportamental tóxico; uma vez iniciado, torna-se um ciclo comportamental vicioso e viciante do qual é difícil sair.

c. Vícios
Além de recorrer a substâncias em busca de uma saída, o fácil acesso ao álcool e às substâncias é um facilitador. Por acesso fácil, queremos dizer dinheiro e conexões; os dois fatores freqüentemente andam de mãos dadas nessa situação. Em uma entrevista para a American Psychological Association, a professora Suniya Luthar explora o aumento do vício observado entre crianças ricas. Luthar descobriu “taxas ainda mais altas de problemas de uso de substâncias - isso seria álcool, maconha e até mesmo drogas pesadas”. Assim, os vícios, sejam drogas ou álcool, assumem o controle de suas vidas. Ser negligenciado acrescenta sal ao prejuízo, pois os pais não percebem o perigo da situação.

Soluções:
Por parte dos pais, é necessária atenção imediata. Ser gentil, atencioso e estar sempre presente é extremamente importante. Os Centros para Controle e Prevenção de Doenças alertam contra o mau uso da atenção. Demais e respirar no pescoço de seu filho é prejudicial e muito pouco se transforma em negligência. Equilibrar os dois é uma obrigação. Por parte das crianças, elas devem se aceitar como são e nunca se prejudicar. Ele começa avaliando a si mesmo e percebendo que comparar o eu com os outros é tóxico. Então vem estendendo a mão e pedindo ajuda para finalmente criar algum tipo de estabilidade.

A infância é uma parte crucial da vida de uma pessoa. O que acontece durante essa fase determina uma grande parte de quem o indivíduo é mais tarde. É por isso que a paternidade é um processo delicado.

Em O EQUILÍBRIO Centro de reabilitação de luxo, nosso objetivo é trabalhar com você em quaisquer dificuldades que possa estar enfrentando. Alcançar é o primeiro passo. É preciso coragem e paciência, e então partiremos daí. Com nossos programas desenvolvidos, elaboramos um plano que todas as partes se sentem confortáveis em seguir. Os corações podem estar contaminados, mas isso nunca para de tentar sempre desfazer os efeitos negativos e alcançar uma realidade imaculada e colorida.